BrasilDestaqueEconomiaManchetesNotícias

Agronegócio Notícias – Volume de serviços cai 6,9% em março; é o pior resultado desde 2011

O volume de serviços no país caiu 6,9% em março, na comparação com fevereiro, quando já havia registrado queda de 1%. O resultado é o pior do setor na série histórica da Pesquisa Mensal de Serviços, iniciada em janeiro de 2011, pelo IBGE.

Os dados de março, divulgados nesta terça-feira (11) pelo instituto, mostram que a retração é uma consequência das medidas de isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus.

Todas as cinco atividades pesquisadas tiveram quedas, com destaque para serviços prestados às famílias, que recuou 31,2% e transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio, com – 9%.

O gerente da pesquisa, Rodrigo Lobo, explica que as empresas de serviços começaram a sentir os impactos das medidas de restrições ao funcionamento do setor nos últimos 10 dias do mês de março, sobretudo nos restaurantes e hotéis, que fazem parte dos serviços prestados às famílias.

Segundo ele, os segmentos de transportes aéreo e rodoviário coletivo de passageiros também sentiram bastante o impacto das medidas.

A pesquisa mostra que 24 das 27 unidades da federação também tiveram resultados negativos em março, quando comparado a fevereiro, com destaque para São Paulo e Rio de Janeiro, pressionados pelos segmentos de alojamento e alimentação.

Os únicos resultados positivos vieram do Amazonas, Rondônia e do Maranhão.

A receita nominal do setor caiu 7,3% de fevereiro para março e 1,1% na comparação com março do ano passado. No acumulado do ano, a receita cresceu 2,2% e, no acumulado de 12 meses, 3,9%.

Na comparação com março do ano passado, a queda nas atividades do setor de serviços chegou a 2,7%. No acumulado do ano, a queda é de 0,1%. Já no acumulado de 12 meses, o setor teve alta de 0,7%.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo